ONG Parceira do PortoWeb

Profissionais da comunicação são homenageados no 32° Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo

A tradicional premiação promovida pela OAB/RS, em parceria com o Movimento de Justiça dos Direitos Humanos, ocorreu na noite desta quinta-feira (11).

Com o tema “Brasileiro: povo desrespeitado”, a 32° edição do Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo homenageou os trabalhos jornalísticos mais relevantes em torno da defesa dos direitos fundamentais e da dignidade da pessoa humana. A cerimônia ocorreu, na noite de quinta-feira (11), no Auditório Guilherme Schültz Filho, na sede da Ordem gaúcha.

Promovido pela OAB/RS, em parceria com o Movimento de Justiça dos Direitos Humanos, a Associação dos Repórteres Fotográficos e Cinematográficos do Rio Grande do Sul (ARFOC/RS) e a Regional Latino-americana da União Internacional dos Trabalhadores na Alimentação (UITA), a ideia é estimular o trabalho dos profissionais do jornalismo na denúncia das violações e na vigilância ao respeito dos Direitos Humanos.

Na abertura da solenidade, a secretária-geral adjunta, Maria Cristina Carrion Vidal de Oliveira, destacou que direitos humanos é para todos: “O tema direitos humanos é cidadania. É isso que temos que perseguir nesse Brasil: o Estado Democrático de Direito, o respeito às diferenças, a luta pelo bem em comum e pela sociedade”, afirmou. “Acredito no meu País e quero que o Brasil seja uma grande nação”, disse.

Também conduziram a solenidade o coordenador-geral da Comissão de Direitos Humanos (CDH) da OAB/RS, Rodrigo Puggina; o membro da CDH, Roque Reckziegel; o presidente do Movimento de Justiça dos Direitos Humanos, Jair Krischke; e o presidente da Arfoc/RS, Marcelo Campos.

O concurso

O tradicional concurso, que teve mais de 200 inscrições, é promovido anualmente pela OAB/RS, junto com o Movimento de Justiça e Direitos Humanos; a Associação dos Repórteres Fotográficos e Cinematográficos do Rio Grande do Sul (ARFOC/RS); e a Regional Latino-americana da União Internacional dos Trabalhadores na Alimentação (UITA).

A Comissão Julgadora estabeleceu cinco critérios básicos a serem analisados: qualidade do texto ou da imagem; investigação original dos fatos; profundidade no tratamento da informação; abordagem de temas socialmente relevantes; valores éticos profissionais refletidos no trabalho. Os referidos critérios não foram ponderados através de notas, sendo que os trabalhos vencedores refletem de forma equilibrada os cinco valores jornalísticos estabelecidos.

Confira a lista de vencedores:

CATEGORIA ACADÊMICO

1º Lugar: Mulheres Invisíveis

Repórter: Renata Narciso de Medeiros

(8º Semestre) ESPM – dezembro 2015

 

2º Lugar: Panair – O dia em que a ditadura derrubou o avião

Repórteres: Vinicius Spengler, Bharbara Hack, Gilson Crippa e Jéssica Moraes

Professores orientadores: Marco Antonio Villalobos, Fábio Canatta e Ivone Cassol

(1º Semestre) Famecos/PUCRS – agosto 2015

 

3º Lugar: Medo da polícia

Repórter: Régis de Oliveira Júnior

(6º Semestre) – Universidade de Santa Cruz do Sul

 

3º Lugar: Na rua dos esquecidos

Repórter: Régis de Oliveira Junior

(6º Semestre) – Universidade de Santa Cruz do Sul

 

CATEGORIA CRÔNICA

1º Lugar: Aquele pessoal dos Direitos Humanos

De: André Carlos Moraes

Jornal NH – Novo Hamburgo/RS – 1º/07/2015

 

2º Lugar: Saudades do Brasil

De: Cláudia Laitano

Zero Hora – Porto Alegre/RS – 24/04/2015

 

3º Lugar: O mundo de Daniel

De: Rodrigo Pereira de Borba

Ajuris – Porto Alegre/RS – 26/01/2015

 

CATEGORIA RÁDIO

1º Lugar: Haiti: miséria, ajuda e esperança

Repórter: Eduardo Matos

Rádio Gaúcha – Porto Alegre/RS – 12/01/2015

 

2º Lugar: UTI: a via judicial

Repórteres: Thalyta Almeida, Thais Sprovieri, Rodrigo Orengo e Luana Souza

Rádio Band News – Brasília – 27 a 29/07/2015

 

3º Lugar: Por trás das estatísticas criminais

Repórteres: Cid Martins e BabianaMugnol

Rádio Gaúcha – Porto Alegre/RS – 17/11/2014

CATEGORIA OnLine

1º Lugar: Como se absolve um policial

Repórteres: Thiago Rafael Domenici, João Peres e Moriti Silva Neto

Agência Pública de Jornalismo Investigativo – 24/03/2015

 

2º Lugar: Foi mais que 7 x 1

Repórteres: Mariana Dantas Costa Videira e Thiago Wagner da Silva

Portal NE 10 Jornal do Commércio de Pernambuco/PE – 13 a 16/07/2015

 

2º Lugar: Rosinha nascida no cárcere

Repórter: Daniel Favero

Portal Terra – 19/11/2014

 

3º Lugar: Atolados em terra de sangue

Repórteres: Carla Ruas, Alexandre de Santi, Silvia Lisboa e Marcelo Ermesto

Revista Digital Bang – Janeiro/2015

 

Menção Honrosa: A luta agora é punir torturadores

Repórter: Lúcia Rodrigues

Portal Revista Caros Amigos – Janeiro/2015

CATEGORIA FOTOGRAFIA

 

1º Lugar: Jovem morto por PMs em favela

Repórter fotográfico: José Itamar Rocha de Aguiar

Agência Freelancer – Porto Alegre/RS – 03/09/2015

2º Lugar: Inferno na terra prometida

Repórter fotográfico: Mateus Bruxel

Zero Hora – Porto Alegre/RS – 07/06/23015

 

3º Lugar: Desocupação do Cacique Chicão

Repórter fotográfico: Paulo Trigueiro

PUC/PE – 29/05/2015

Menção Honrosa: Submissão

Repórter fotográfico: André PitomeÁvila

Correio do Povo – Porto Alegre/RS – 23/01/2015

 

CATEGORIA IMAGEM DE TELEVISÃO

1º Lugar: Ataque com faca no centro do Rio

Repórteres cinematográficos: Márcia Brasil, Sérgio Leite, Pedro Bassan, Mônica Sanches, Edimilson Ávila, Paula Levy, Zé Passanha, Diógenes Melquíades, Leandro Cordeiro e Vicente Godoy

Tv Globo – Rio de Janeiro/RJ – 1º, 02 e 06/05/2015

 

CATEGORIA TELEVISÃO

1º Lugar: Kalungas: as eternas escravas

Repórteres: Marcelo Magalhães Menezes, Lúcio Sturm, Gustavo Costa, Domingos Meirelles, Michel Mendes, Valmir Leite, Caio Laronca e Natália Florentino

Tv Record – São Paulo/SP – 15/06/2015

 

2º Lugar: Descaso com as águas

Repórteres: Fábio Almeida, Guto Teixeira, Eduardo Azevedo, Daniela Selistre, Luysa Espinosa, Sid Rafael, Paulo Leitão e Ronaldo Sabin

Tv RBS – Porto Alegre/RS – 25/04/2015

 

3º Lugar: Navio Adamastos

Repórteres: Paula Escobar Porcello, Marcelo Magalhães, Ricardo Nunes e Daniel Bernardes

Tv Justiça/TRF 4 – maio/2015

 

Menção Honrosa: Imigrantes

Repórteres: Angélica Coronel Couto, Cristina Charão Marques, Clóvis Santacatarina, Jorge Henrique Goulart, Léo Nuñez e Wagner Braga

Tv Educativa – 09 e 16/08/2015

Menção Honrosa: A estrada da fome

Repórteres: Daniel Paulino Mota, Cátia Mazin, Heleine Heringer, Lucas Mello, Ingrid Sachs, Renato Bata, Rodrigo Alves, Roni Barbosa, Miguel Nesley, Marcos Orlando, Leandro Paz e Natália Florentino

TV Record – São Paulo – 23/03/2015

 

CATEGORIA CHARGE

1º Lugar: No mundo do crime

De: Gilmar Luiz Tatsch

Jornal NH – Novo Hamburgo/RS – 07/09/2015

 

2º Lugar: Naufrágio

De: Renato Machado Gonçalves

Jornal Extra – Rio de Janeiro/RJ – 03/09/2015

 

CATEGORIA REPORTAGEM

 

1º Lugar: Favela Amazônia

Repórteres: Leonencio Nossa e Dida Sampaio

O Estado de São Paulo – SP – 05/07/2015

2º Lugar: Refugiados – Uma história

Repórter: Letícia Duarte

Zero Hora – Porto Alegre/RS – 11/10/2015

2º Lugar: Minha casa, minha sina

Repórteres: Rafael Pinto Soares e Luan Marinatto

Jornal Extra – Rio de Janeiro/RJ – 22/03/2015

3º Lugar: Geração assassinada

Repórter: Carlos Ismael Severo Moreira

Zero Hora – Porto Alegre/RS – 13/07/2015

Menção Honrosa: Tribunais da repressão

Repórter: Juliana Dal Piva

Jornal O DIA – Rio de Janeiro/RJ - 05/07/2015

 

Menção Honrosa: Infância desprotegida – vítimas de abrigos

Repórteres: Adriana Irion e Fernanda da Costa

Zero Hora – Porto Alegre/RS – 26 e 27/07/2015

CATEGORIA ESPECIAL

1º Lugar: Máfia das próteses

Repórteres: Giovani Grizotti, Dalmir Pinto, Thiago Ornaghi e Juana Amorin

Tv RBS + Globo – 04/01/2015

2º Lugar: Truculência na vila autódromo – remoções para as Olimpíadas Rio 2016

De: Kátia Carvalho (foto)

Vice Brasil – Junho/2015

 

2º Lugar: A revolução das cotas

Repórter: Aline dos Santos Custódio

Diário Gaúcho – Porto Alegre/RS – 20 a 23/06/2015

 

CATEGORIA GRANDES REPORTAGENS

1º Lugar: Lugar nenhum: militares e civis na ocultação dos arquivos da Ditadura

Repórter: Lucas Castro Figueiredo

Companhia das Letras – Outubro/2015

 

2º Lugar: Corumbiara: caso enterrado

Repórter: João Peres

Elefante Editora – Julho/2015

 

3º Lugar: O menino que a Ditadura matou

Repórter: Renato Antonio Dias Batista

RD – Maio/2015

 

HORS CONCOURS

Título: A guerrilha maldita (Três Passos) Documentário

De: Flávio Ilha, Andréia Lago e Cacalos Garrastazu

Portal UOL – São Paulo/SP – Maio/201


Anterior || 1 | 2 | 3 | 4 | Página 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | ... || Próxima

A+-     A  ?
» Contatos
Movimento de Justiça e Direitos Humanos

Av. Borges de Medeiros, 340 - 94
Porto Alegre - RS

 (51) 3221-9130
 Fale Conosco









Desenvolvimento PROCEMPA