ONG Parceira do PortoWeb

COLETIVA DE IMPRENSA- Dia 24 de outubro, 15h30min, Comissão de Cidadania e Direitos Humanos – 3º andar –Palácio Farroupilha- Assembléia Legislativa do RS

COLETIVA DE IMPRENSA

DATA: Quarta-feira, dia 24 de outubro, às 15,30hs.

LOCAL: Comissão de Cidadania e Direitos Humanos – 3º andar –Palácio Farroupilha

 

 

O Movimento de Justiça e Direitos Humanos e o Consulado do Equador em Porto Alegre, realiza nesta quarta feira, dia 24/10, às 15,30hs, uma Reunião de Trabalho com a participação do Embaixador Horacio Sevilla Borja, representante da Republica do Equador no Brasil. A reunião contará com a participação de deputados membros da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos e, da Comissão Mista Permanente do Mercosul  e Assuntos Internacionais.

Os objetivos estão encaminhados a unir esforços para, através de uma parceria institucional, se proponham atividades e ações na busca de informações referentes à morte do Presidente do Equador Jaime Roldós Aguilera, fato acontecido num acidente aéreo em maio 1981, em circunstancias que nunca foram devidamente esclarecidas nos respectivos relatórios das comissões de investigação criadas para tal evento.

Há indícios, declarações e investigações que levantam a hipótese de que o acidente aéreo foi planejado e executado no marco da “sistemática da Operação Condor”, que visavam a eliminação de lideranças de esquerda latino-americanas. Não há dúvida de que a morte de Roldós não fora um acidente. Outro caso muito similar, refere-se à morte do Presidente do Panamá Omar Torrijos, que faleceu num desastre de avião dois meses após a morte de Roldós. As duas mortes apresentavam todas as marcas de um assassínio orquestrado. Tanto Roldós como Torrijos se recusaram a ser intimidados pela administração Reagan e, no caso do Panamá, aceitar as exigências da administração norte-americana visando a renegociação do Tratado do Canal.

Neste contexto, a história do Movimento de Justiça e Direitos Humanos tem se destacado pelo  seguimento da chamada “Operação Condor” na América Latina, já seja, pesquisando ou promovendo diferentes eventos e ações no sentido de desmantelar, buscar e esclarecer a verdade dos fatos ocorridos no período das ditaduras cívico militares no Cone Sul. Recentemente o Movimento de Justiça e Direitos Humanos foi convidado a participar em parceria com a Comissão da Verdade do Brasil, para colaborar nas investigações no sentido de buscar a verdade dos fatos ocorridos, tomando como referência, seu reconhecido conhecimento neste assunto.

Assim, a reunião a ser realizada esta direcionada a apoiar e realizar, atividades e  ações no sentido de buscar  elementos que permitam o esclarecimento dos verdadeiros fatos da Morte do Presidente equatoriano. 

 

Att,

 

Jair Krischke - Presidente

Movimento de Justiça e Direitos Humanos


Página 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | ... || Próxima

A+-     A  ?
» Contatos
Movimento de Justiça e Direitos Humanos

Av. Borges de Medeiros, 340 - 94
Porto Alegre - RS

 (51) 3221-9130
 Fale Conosco









Desenvolvimento PROCEMPA