ONG Parceira do PortoWeb

MARCAS DA MEMÓRIA- PLACA DESCERRADA NO DIA DOS DIREITOS HUMANOS



INAUGURAÇÃO DE PLACA > LOCAL DE TORTURAS > EX QUARTEL DA POLÍCIA DO EXÉRCITO

                           O Movimento de Justiça e Direitos Humanos e a Prefeitura Municipal de Porto Alegre, em razão do Projeto Marcas da Memória, realizou hoje, dia 10 de dezembro de 2013, às 10h, na Praça Raul Pilla, a cerimônia que inaugurou a placa que assinala o local do antigo Quartel da Polícia do Exército, com o seguinte texto:

AQUI SE LOCALIZAVA O QUARTEL DA 6ª CIA DE POLÍCIA DO EXÉRCITO QUE, NOS ANOS DE CHUMBO, FOI LOCAL DE PRISÕES ILEGAIS E TORTURAS. A CELA DENOMINADA “BOI PRETO” ERA SÍMBOLO DO TERROR IMPLANTADO. PELO PORTÃO PRINCIPAL, EM DEZEMBRO DE 1964, O ENTÃO TENENTE CARLOS LAMARCA, OFICIAL-DE-DIA, DEU FUGA AO CAP. AV. ALFREDO RIBEIRO DAUDT, UM DOS OFICIAIS QUE ADERIU AO “MOVIMENTO DOS SARGENTOS DA FAB”, QUE IMPEDIU O BOMBARDEIO DO PALÁCIO PIRATINI DURANTE A CAMPANHA DA LEGALIDADE DE 1961”.


                        No ato se fizeram presentes o Vice Prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, em representação do Prefeito José Fortunati, o presidente do Movimento de Justiça e Direitos Humanos, Jair Krischke e vários membros de seu Conselho Diretivo, Dr. Roque Reckziegel, da Comissão de Direitos Humanos da OAB/RS, João Batista de Melo Filho, presidente da Associação Riograndense de Imprensa, senhor Gerardo Iglesias, Secretário Geral da Regional Latiamericana da UITA, Cap. José Wilson da Silva, do Movimento de Ex Presos e Perseguidos Políticos/RS, dentre outras autoridades.   

 

                    O Projeto Marcas da Memória, com a função de formar a denominada cultura material de desvendamento da repressão, assinala na paisagem urbana da cidade de Porto Alegre, locais que tenham sido prisões ou centros de detenção, de tortura e de desaparecimentos ilegais, tornando público que ali ocorreram graves violações aos direitos humanos.


I Seminário Democracia e Direitos Humanos: 7 e 8 de junho, em Porto Alegre
Parentes dos desaparecidos continuam a reivindicar verdade e justiça
Conferência Estadual dos Direitos Humanos
Entrega de Prêmio Direitos Humanos ao Diário do Litoral
PRÊMIO DIREITOS HUMANOS DE JORNALISMO - Título: CÁRCERE FLUTUANTE – Verdade ainda submersa. Compareça
Museo inaugura exposición en honor al diplomático sueco y Embajador Harald Edelstam
30ª Medalha Chico Mendes de Resistência - 2018
RECURSO Plan Cóndor: Segunda Etapa del Juicio Comienza el 12 de Abril
Os Direitos das Mulheres
Falecimento do Jornalista Marçal
Grupo de Trabalho Perus identifica restos mortais de militante político
NOTA DE PESAR - Morreu Eva Sopher
Um ano após as ameaças do Comando Barneix o silêncio ensurdecedor do governo uruguaio
Ameaça aos Direitos Humanos
Entrevista - Jair Krischke - A Operação Condor foi inventada no Brasil
OAB lotou para entrega do Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo.
-Vejam os vencedores do 34º Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo que receberão suas premiações às 20 horas no auditório da OAB/RS - Rua Washington Luiz, 1.110 – 2º andar - Porto Alegre/RS. -
HOJE, 10 DE DEZEMBRO, É COMEMORADO O DIA INTERNACIONAL D OS DIREITOS HUMANOS
CERIMÔNIA DE ENTREGA DOS PRÊMIOS - Vejam os vencedores do 34º Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo - Dia 11 de dezembro de 2017, às 20 horas - Auditório da OAB/RS - Rua Washington Luiz, 1.110 – 2º andar - Porto Alegre/RS
Justiça da Itália ouve presidente de ONG de direitos humanos em processo contra ex-agentes da ditadura

Página 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | ... || Próxima

A+-     A  ?
» Contatos
Movimento de Justiça e Direitos Humanos

Av. Borges de Medeiros, 340 - 94
Porto Alegre - RS

 (51) 3221-9130
 Fale Conosco









Desenvolvimento PROCEMPA