ONG Parceira do PortoWeb

“DIA NACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS” - INAUGURAÇÃO DE PLACA > LOCAL ONDE FUNCIONOU O “DOPINHO”

MOVIMENTO DE JUSTIÇA E DIREITOSQUARTA-FEIRA, DIA 12/08

“DIHUMANOS/Brasil CONVIDA:

49 ANOS DO CASO DAS MÃOS AMARRADAS

ASSASSINATO DO SARG. MANOEL RAIMUNDO SOARES 

LOGO_mjdh

“DIA NACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS”

INAUGURAÇÃO DE PLACA > LOCAL ONDE FUNCIONOU O “DOPINHO”

CONVITE

                           Movimento de Justiça e Direitos Humanos e a Prefeitura Municipal de Porto Alegre, dando continuidade ao Projeto Marcas da Memória, convidam para a cerimônia que se realizará, no DIA NACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS”, quarta-feira, dia 12 de agosto de 2015, às 15hs, na Rua Santo Antônio, nº 600, com o descerramento da placa que assinalará o local onde funcionou o tristemente famoso “DOPINHO”, órgão clandestino destinado a reprimir e torturar aqueles que lutavam por democracia.

A placa terá o seguinte texto: 

MARCAS DA MEMÓRIA

DOPINHO

Primeiro centro clandestino de detenção do Cone Sul.

No numero 600 da Rua Santo Antônio, funcionou estrutura paramilitar para sequestro, interrogatório, tortura e extermínio de pessoas ordenados pelo regime militar de 1964.

O major Luiz Carlos Menna Barreto comandou o terror praticado por 28 militares, policiais, agentes do Dops e civis, até que apareceu no Guaíba, o corpo com as mãos amarradas  de Manoel Raimundo Soares, que suportou 152 dias de tortura, inclusive no casarão.

Em 1966, com paredes manchadas de sangue, o Dopinho foi desativado e os crimes ali cometidos ficaram impunes.


                    O Projeto Marcas da Memóriase propõem a formar a denominada cultura material de desvendamento da repressão, assinalando na paisagem urbana da cidade de Porto Alegre, locais que tenham servido como prisões ou centros de detenção, de tortura e de desaparecimentos de pessoas, tornando público que alí aconteceram graves violações aos direitos humanos. 

A solenidade contará com as presenças do Prefeito José Fortunati, do Secretario Municipal dos Direitos Humanos, Dr. Luciano Marcantonio, direção do Movimento de Justiça e Direitos Humanosvítimas da repressão e outros convidados. 

Att,

Jair Krischke - Presidente

Movimento de Justiça e Direitos Humanos


Página 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | ... || Próxima

A+-     A  ?
» Contatos
Movimento de Justiça e Direitos Humanos

Av. Borges de Medeiros, 340 - 94
Porto Alegre - RS

 (51) 3221-9130
 Fale Conosco









Desenvolvimento PROCEMPA