ONG Parceira do PortoWeb

Brasil: direitos humanos da ONU critica aprovação de lei antiterrorismo

 

Brasil: direitos humanos da ONU critica aprovação de lei antiterrorismo


SANTIAGO (26 de fevereiro de 2016) – O Escritório para América do Sul do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH) criticou hoje (26/02) a recente aprovação de uma lei antiterrorismo (PL 2016/15) no Congresso Federal do Brasil.

“O projeto de lei inclui disposições e definições demasiado vagas e imprecisas, o que não é compatível com a perspectiva das normas internacionais de direitos humanos”, disse o Representante do ACNUDH na América do Sul, Amerigo Incalcaterra.

“Essas ambiguidades podem dar lugar a uma margem muito ampla de discricionariedade na hora de aplicar a lei, o que pode causar arbitrariedades e um mau uso das figuras penais que ela contempla”, acrescentou.

O Representante ressaltou a necessidade de que o Brasil garanta os direitos às liberdades de reunião e associação pacífica e a liberdade de expressão, entre outros direitos, no contexto da luta contra o terrorismo. “As disposições do projeto por si só não garantem que essa lei não seja usada contra manifestantes e defensores de direitos humanos”, disse.

Incalcaterra citou ainda a opinião de quatro relatores especiais da ONU, que em novembro de 2015 julgaram a proposta de lei antiterrorismo no Brasil como “muito ampla”.

“A estratégia mundial contra o terrorismo deve ter como pedra angular a proteção dos direitos humanos, as liberdades fundamentais e o Estado de Direito”, finalizou o Representante do ACNUDH.

FIM

Direitos Humanos da ONU, siga-nos nas redes sociais:

Facebookwww.facebook.com/ONUdh

Twitterwww.twitter.com/ONU_derechos

YouTubewww.youtube.com/onuderechos

Flickrhttp://www.flickr.com/onuderechos/


I Seminário Democracia e Direitos Humanos: 7 e 8 de junho, em Porto Alegre
Parentes dos desaparecidos continuam a reivindicar verdade e justiça
Conferência Estadual dos Direitos Humanos
Entrega de Prêmio Direitos Humanos ao Diário do Litoral
PRÊMIO DIREITOS HUMANOS DE JORNALISMO - Título: CÁRCERE FLUTUANTE – Verdade ainda submersa. Compareça
Museo inaugura exposición en honor al diplomático sueco y Embajador Harald Edelstam
30ª Medalha Chico Mendes de Resistência - 2018
RECURSO Plan Cóndor: Segunda Etapa del Juicio Comienza el 12 de Abril
Os Direitos das Mulheres
Falecimento do Jornalista Marçal
Grupo de Trabalho Perus identifica restos mortais de militante político
NOTA DE PESAR - Morreu Eva Sopher
Um ano após as ameaças do Comando Barneix o silêncio ensurdecedor do governo uruguaio
Ameaça aos Direitos Humanos
Entrevista - Jair Krischke - A Operação Condor foi inventada no Brasil
OAB lotou para entrega do Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo.
-Vejam os vencedores do 34º Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo que receberão suas premiações às 20 horas no auditório da OAB/RS - Rua Washington Luiz, 1.110 – 2º andar - Porto Alegre/RS. -
HOJE, 10 DE DEZEMBRO, É COMEMORADO O DIA INTERNACIONAL D OS DIREITOS HUMANOS
CERIMÔNIA DE ENTREGA DOS PRÊMIOS - Vejam os vencedores do 34º Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo - Dia 11 de dezembro de 2017, às 20 horas - Auditório da OAB/RS - Rua Washington Luiz, 1.110 – 2º andar - Porto Alegre/RS
Justiça da Itália ouve presidente de ONG de direitos humanos em processo contra ex-agentes da ditadura

Página 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | ... || Próxima

A+-     A  ?
» Contatos
Movimento de Justiça e Direitos Humanos

Av. Borges de Medeiros, 340 - 94
Porto Alegre - RS

 (51) 3221-9130
 Fale Conosco









Desenvolvimento PROCEMPA